#SemanaPerigosaDemais: Entrevista com a S. C. Stephens

11:38

Oi gente o/
Hoje é o 2º dia da #SemanaPerigosaDemais e temos a entrevista com a S. C. Stephens, as fontes estarão no final do post.

❖ Quem inspirou você como escritor?  
Minha inspiração veio de uma infinidade de coisas diferentes, desde fantásticas personagens fictícios que ficou na minha cabeça por dias, a música bombeamento o sangue que mexeu com minha alma, as manhãs de neblina que fizeram tudo em torno de mim parecer calmo e tranquilo.

Além de seus livros, é claro, você tem uma série favorita? 
 Sim!É um empate entre Crepúsculo e da série Vampire Academy.

Quem foi seu personagem favorito para escrever?  
Eu amo todos eles por razões diferentes, mas Griffin me deixa em gargalhadas toda vez que ele fala.

Que personagem você mais gosta?  
De todos eles, Kiera é o que eu sou provavelmente a mais próxima. Nós ainda somos muito diferentes, mas nós temos um monte das mesmas manias e inseguranças, ambas não gostam de estar em lugares desconhecidos, sendo o centro das atenções, e, obviamente, nós duas gostamos de escrever.

❖Qual é a sua cena mais favorito de todos os três livros? 
 Oh, wow... há muitas favoritos para escolher. Hmmm ... Eu gosto quando Kellan e Kiera brigam, por isso é um empate entre a cena da chuva ea cena do quarto em Thoughtless. Eu vou dizer a cena da chuva ganha, no entanto. Há apenas algo sobre a imagem de Kellan encharcado e gritando palavrões que eu realmente gosto.

❖Será que você baseou Kiera e Kellan em  pessoas que você conhece?  
Não. Além de Kiera ter versões exageradas de alguns dos meus traços, ninguém no livro é baseado em pessoas reais.

❖Eu sei que você é um grande fã de música. Qual banda você diria que os D-Bags parecem?  
Já ouvi tantas grandes canções e bandas que correspondem a imagem na minha cabeça, mas minha canção favorita é New Divide por Linkin Park. Isso realmente resume seu som.


❖ Quais são as suas cinca melhores citações da série (incluindo Imprudente)?

"Cara, ele é australiano... não é um pirata."
"Deus, você está sugando toda a diversão da nossa amizade."
"Se você realmente se casar com ele, ainda vou conseguir transar com você?"
"Diga-me que você foi estuprada... Eu te desafio."
"Fique. Fique comigo. Trabalhe isso comigo. Só não me deixe... por favor. "

❖Como é que surgiu com os três títulos Thoughtless, Effortless, andReckless?
Thoughtless surgiu porque Kiera continuava fazendo as coisas sem pensar. Coube em sua personagem.  Effortlesssurgiu em minha mente depois de ouvi-lo em uma canção (estou perdendo você e é sem esforço). Eu decidi usá-lo como o título depois de Kiera mencionou que amá-lo era fácies.  Recklessfoi o mais difícil dos três a nome. Eu tinha uma lista de dezenas de títulos. Esse foi o que era o mais original, mas ainda cabia a história.

❖Se você pudesse descrever a série Thoughtless em três palavras, quais seriam?
Aceitando o amor verdadeiro

❖Como você se sentiu quando você terminou de escrever o último livro?  Como escritora, você passou por um período de luto?
Honestamente, eu estava animada/ nervosa desde que terminei o livro. Este é o primeiro que eu publiquei sem compartilhá-lo com centenas de pessoas em primeiro lugar, por isso é uma experiência nova para mim. Há também muita expectativa em torno do livro, por isso estou esperando que os fãs fiquem satisfeitos.
Curiosamente, eu não senti qualquer espécie de período de luto, uma vez que tinha acabado. Provavelmente porque eu tinha um prazo para fazer.Acho que vou sentir isso mais tarde, uma vez que for publicado e os fãs lerem.

❖Você sabia desde o início que Kellan seria aquele que Kiera escolheria?
 Não, eu realmente não tinha certeza que ela ia acabar com a princípio. E o meu final original para a história não tê-la acabar com qualquer garoto.

❖Um dos principais temas do livro 3, para mim, foi o crescimento pessoal de Kiera. Pensando do livro 1 ao livro 3, o nível de maturidade de Kiera evolui drasticamente. O que você acha que realmente mudou? Foi um evento ou uma culminação de tudo isso? Eu vi um monte de provas de sua mudança no livro 2 e, certamente, no livro 3.
Foi definitivamente o que aconteceu no primeiro livro que foi o catalisador para sua mudança. Ela detestava o que tinha feito tanto para Denny e Kellan. Ela começou a olhar para seus próprios defeitos e começou a trabalhar para corrigi-los. Acho que foi muito corajoso da parte dela tratar de questões que ela claramente tinha, especialmente na idade dela. Essa contemplação interior e aceitação é o que lhe permitiu ser a pessoa que ela estava no terceiro livro. Estou muito orgulhoso dela.

Fontes: http://authorscstephens.com/ | http://www.maryse.net/ | http://blog.smashwords.com/ | http://aestasbookblog.com/scstephen/


Espero que tenham curtido o post. Até o/

Leia também

0 comentários

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe