Filmes | Cobain - Montage of Heck

11:46

Título: Kurt Cobain - Montage of Heck
Elenco: Kurt Cobain, Courtney Love, Krist Novoselic, Don Cobain, Wendy O'Connor, Jenny Cobain, Kim Cobain, Tracey Marander;
Direção: Brett Morgen
Gênero: Documentário
Duração: 135 minutos
Distribuidora: *outras*
Classificação: 14 anos
Estreia mundial: 4 de maio de 2015
Estreia nacional: 18 de junho de 2015 (Rede Cinemark)
Sinopse: Focado na vida do lendário vocalista da banda Nirvana por meio de materiais inéditos como canções, filmes caseiros, obras de arte, fotografias, revistas e songbooks, "Cobain: Montage of Heck" é o primeiro documentário plenamente autorizado sobre o músico.
Exibido pela primeira vez no Sundance Film Festival 2015, o documentário é dirigido por Brett Morgen (indicado ao Oscar em 1999 pelo documentário "On the Ropes"), que trabalhou desde 2007 na produção do mesmo.
Fiquei sabendo da existência do documentário no início desse ano com a divulgação do trailer por aqui, mas nenhuma indicação de quando teria no Brasil, só que colocaram o filme legendado no PopCorn Time e claro que eu não perderia.

Eu gosto do trabalho do Kurt Cobain e tem algumas músicas do Nirvana que amo, mas nunca cheguei a ser fã, por isso há coisas ali de que eu não sabia e são cruciais para qualquer fã saber. Como seus relacionamentos e sua vida com a família.

No início do filme há a sua infância com relatos de seus pais e madrasta dando depoimentos do quanto ele era rejeitado pela família, o que o fez virar melhor amigo da maconha e conhecer o mundo underground.

Kurt Cobain só desejava ter uma família, fazer sua música e conseguir viver dela com um pouco de dignidade, somado com o medo de que se parasse de consumir drogas ele poderia perder um pouco da sua qualidade. Mas o álbum Nevermind teve um estouro tão grande de sucesso, que a banda se tornou porta-voz de uma geração, coisa que claramente ele não queria, se recusando a dar entrevistas e afins.

Quando a mídia começou a se focar demais em seu relacionamento com Courtney e de que eles estariam criando uma bebê drogada, foi a gota d'água para o cara, que se afundou mais ainda nas drogas.
Os recursos utilizados para narrar a vida dele com base em diários e cadernos que ele escrevia músicas, eram animações deste escritos e animações do Kurt e o que ele vivia seja na época da adolescência, ou adulto quando estava drogado.

O acervo de vídeos da família dele e da Courtney eram grandes e deu muito bem para conhecer o ambiente que ele vivia e o modo que ele agia, percebendo que ele era um gênio desde pequeno, no caso parecia um tanto hiperativo, soltando toda a sua energia na música.

Senti falta de algum depoimento do Dave Grohl e da Frances, pois a mídia taca o pau nos pais dela e seria bom entender o que ela pensa. Este documentário é obrigatório para fãs da banda e do Kurt, aquele que viveu o estouro grunge na década de 90 e você que é curioso e/ou simpatiza com tudo isso. O clima do documentário é um tanto grunge e o som de fundo são remix de músicas famosas da banda e outras músicas inéditas, e todos os elementos se encaixaram muito bem.

Com o objetivo de desvendar o mito, Montage of Heck mostrou o lado humano de Kurt e de que a sua música fazer sucesso não é uma garantia de que a vida será fácil e a mídia com sua língua venenosa não é tão amigável.

Leia também

6 comentários

  1. Foi um dos melhores documentários que já assisti a respeito do Kurt Cobain. Fico feliz em encontrar alguém que goste de algo que eu também goste.
    Beijos, Une Dose de Vie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este foi o primeiro documentário que assisti dele, pois dizem que é mais completo devido a autorização do uso de vídeos caseiros e de seus escritos.

      Excluir
  2. Apesar de não ser fã da banda, me interesso bastante por documentários. Por isso acho que vou dá uma conferida nesse.
    Beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou fã, mas adoro o som dos caras! Espero que curta esse :)

      Excluir
  3. Oii ! Ainda não vi esse documentário. Tipo, eu nao sou totalmente fã da banda dele, mas curto muito ! Adoro documentários e vou ver esse em breve.
    Beijos.
    Seguindo aqui.
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou muito fã de documentários, mas os que vejo são bem positivos para mim (não sei se é porque são relacionados a bandas... :P)
      Espero que goste!

      Excluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe