Livros | Fúria Vermelha - Pierce Brown

15:25

Red Rising, livro #1
Autor: Pierce Brown
Editora: Globo Alt
Páginas: 468
Avaliação: ★★★★★
Compre em: Livraria Cultura
Sinopse: Fúria Vermelha é o primeiro volume da trilogia Fúria Vermelha, e revive o romance de ficção científica que critica com inteligência a sociedade atual. Em um futuro não tão distante, o homem já colonizou Marte e vive no planeta em uma sociedade definida por castas. Darrow é um dos jovens que vivem na base dessa pirâmide social, escavando túneis subterrâneos a mando do governo, sem ver a luz do sol. Até o dia que percebe que o mundo em que vive é uma mentira, e decide desvendar o que há por trás daquele sistema opressor. Tomado pela vingança e com a ajuda de rebeldes, Darrow vai para a superfície e se infiltra para descobrir a verdade. 'Fúria Vermelha' será adaptado para o cinema por Marc Forster, diretor de Guerra mundial Z.
❖❖❖
Darrow trabalha como um Mergulhador-do-inferno e faz isso com um certo prazer pois é das primeiras pessoas a estar vivendo em Marte, ele tem que ajudar a preparar o terreno para gerações futuras e ainda por cima trabalha duro para conseguir melhores mantimentos vindos da Terra, mesmo sempre tendo uma supremacia dos Láureos, mas sua vida muda totalmente quando sua esposa Eo conta seus sonhos para com a sociedade e faz uma resistência a seu modo ao governo.

Esse desejo de Eo é vindo por causa que estão de olho em Darrow e suas habilidades para se tornar uma outra coisa na sociedade que vive em Marte, é aí que descobrimos a quantas andam a vida em Marte e no sistema solar. A Terra já colonizou tudo e a vida está indo bem em seus respectivos planetas/satélites naturais, sendo que a sociedade é dividida em cores, desde os vermelhos que são o resto até os Ouros.

LISTA DE CLASSES
Ouros: Membros mais nobres da sociedade. Os mais fortes e belos, orgulhosos e vaidosos. Controlam toda a sociedade.
Pratas: Contabilizam e manipulam a moeda e a logística.
Brancos: Controlam a justiça e a filosofia da sociedade. São os pensadores.
Cobres: Também chamados de Centavos, administram a burocracia e o Comitê de Qualidade.
Azuis: São os viajantes e exploradores do universo.
Amarelos: Estudam os medicamentos e as ciências.
Verdes: Desenvolvem a tecnologia.
Violetas: Os criativos. Considerados artistas da sociedade.
Laranjas: Os engenheiros mecânicos. São os mais prestigiados da classe dos trabalhadores.
Cinzas: Também chamados de Latões, garantem a ordem e a hierarquia nas sociedades.
Marrons: Serviçais das tarefas cotidianas.
Obsidianos: Também chamados de Corvos. Elite militar da sociedade, garantem a proteção dos Dourados.
Rosas: São empregados e proporcionadores de prazer da alta sociedade.
Vermelhos: As formigas operárias da sociedade. A capacidade física e mental dos integrantes dessa cor é imensurável.

Para realizar o desejo de Eo e de outras pessoas Darrow terá que se tornar um Ouro com um passado falso para entrar em um tipo de jogo em que os Ouros serão avaliados constantemente para no final ganharem patrocínios, lugares nas melhores academias e afins, ele precisa ser moldado para ser o melhor, nessa parte da história vemos que os Ouros são modificados internamente seja no quesito inteligência ou no quesito tendões mais resistentes, ou externamente, no quesito cabelos e afins, essa superioridade dos Ouros não é natural, é conquistada.

Para entrar é necessário inteligência, já na primeira passagem é uma peneira para só restarem os mais fortes, estes que serão divididos em casas com nomes de deuses e romanos (e coordenadas por esses mesmos) e jogados em uma área para serem analisados e montarem uma sociedade do início na marra, sendo que tem um monte Olimpo no qual ficam os deuses romanos (pois é) que controla tudo e manda ajuda na medida das necessidades.

Até por volta da página 200 a história não está no modo de necessitar ler a próxima página, a revolução de Eo não foi tão convincente para mim, mas foi bem utilizada para despertar o outro lado do Darrow. Toda vez que o Darrow mencionava a Eo dava vontade de dar uns tapas no livro pela dose de melosidade e também a quantidade de palavrões no início da história eram tão grandes que parecia que o autor queria esfregar na cara que os personagens Vermelhos não tem lá um grande vocabulário e que são inferiores na sociedade.

Depois de passar por essa fase não tão amigável de aturar, o autor mostra a que veio, cada coisa relacionada a sociedade e ao poder é mostrada de modo nu e cru, usando como inspiração para seus elementos e berço da república e democracia, que é o lado Grego, misturada com o berço da expansão e dominação do que é original dos outros, que é o lado Romano. Com o objetivo do nascer da humanidade posto neste "jogo", vemos os melhores Ouros da nação com por volta de 16 anos, com aparência dos caras de filmes gregos/romanos, usando seus instintos de liderança, influência e táticas para dominar os outros, como consequência eles se sentem obrigados a matarem, escravizarem os outros e afins. A descrição dos lugares que eles estão ficam vagas às vezes, pois tem horas que você imagina os fortes coisas pequenas só para caberem eles dentro, porém são verdadeiros muros de Troia.

O livro tem suas boas dosagens de ficção científica principalmente na questão dos apetrechos, geralmente usado na combinação de duas palavras, como por exemplo as gravBotas, que são botas anti-gravidade em que você pode ir nas alturas, muito utilizado seja no cotidiano de quem tem dinheiro para tê-las, ou pelos deuses romanos em terras gregas no tal joguinho.

O romance nesse livro tem dose mínima e bem mais para o início da história, as relações que surgem mais adiante são baseadas apenas na confiança. Os personagens não vieram para ser cativantes, mas acabam conquistando sua simpatia como a Mustang e o Sevro. No jogo não existe um lado certo ou errado, tem um lado com mais propina e mais inteligente que outro. Fúria Vermelha não veio para ser um livro bonitinho com personagens perfeitos, veio para ser um livro tapa na cara do que a sociedade é, e talvez uma crítica que a mesma nem começou de modo certo.

Leia também

47 comentários

  1. Olá, eu ainda não conhecia esse livro, mas pela sua resenha eu fiquei muito curiosa, gostei do fato de não ser um livro bonitinho e sim o tal tapa na cara da sociedade. Geralmente, eu curto muito esse gênero, pelo que li na sua resenha esse livro tem tudo o que eu gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ficou curiosa, esse é o livro mais "tapa na cara da sociedade" que já li!

      Excluir
  2. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas pelo jeito eu não iria gostar dele. Se você achou que ele só "deu o gás" depois da página 200, provavelmente eu já teria desistido de ler. Nem Inferno de Dan Brown eu consegui ler todo, parei na metade por achar uma leitura chata.
    Beijos! Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de botar o link do blog xD http://tcgisele.blogspot.com.br

      Excluir
    2. Deu o gás a partir da pág 200 pois eu não gostei do modo que o autor trouxe o romance no início, mas tem uns elementos bem bacanas no início!

      Excluir
  3. Já ouvi falar super bem desse livro e fiquei curiosa depois de ler a sinopse. Vamos ver se leio nesse ano que está começando...
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e esse gênero distopia não é muito a minha praia (mas até dou chance pra alguns)...até gostei da premissa do livro e tal mas me deu a ligeira impressão que é bastante cansativo posso estar errada mas tô fugindo de livro assim!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2015/12/resenha-primeira-chance-abbi-glines.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um tanto cansativo, mas o conteúdo vale a pena!

      Excluir
  5. Aiii que minha lista de livros em 2016 já tá grande nos primeiros dias.
    Quero muito ler rs

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro mas adoro distopias, certeza que ele vai p lista de desejados! E vou vigiar o filme assim q sair *o*
    Muito legal vc ter organizado as cores para nosso melhor entendimento ^^

    Blog Mundo de Tinta

    ResponderExcluir
  7. Parece que foi ontem que ouvi falar do autor e agora só leio elogios para este livro e expectativas para os próximos. Achei bem interessante a critica para com a sociedade e isso aguçou meu interesse em ler o mais rápido possível!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também andei vendo muitos elogios por aí, espero que seja uma boa leitura para ti!

      Excluir
  8. Oi, Giovana!
    Não conhecia esse livro. Amo ler distopia por isso é com muito prazer que coloco ele na minha lista. Obrigada pela dica!
    Beijokas!!

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro esse gênero, mas me decepcionei tanto com minhas últimas leituras desse tipo. Porém, gostei da sua opinião, quando fala que tem pouco romance, ufa... Porque ultimamente esse tipo de livro só tem romance, mas fiquei meio pé atrás quando fala que as descrições de ambiente são algumas vezes rasas. Sou muito visual, preciso "ver" as coisas durante a leitura.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Tem alguns que o romance deixa a história chata. Menciona as descrições aos poucos, principalmente quando você já criou um cenário na mente.

      Excluir
  10. Olá.
    Tudo bom?
    Estou com esse livro e a sequência, mas ainda não tive tempo de ler.
    Gostei de saber o que significa cada grupo, mas é uma pena que o o inicio não fluiu legal.
    Gostei muito da sua resenha e quero conhecer melhor a história..
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O início não fluiu legal pois o modo que o autor trouxe o romance inicial não me agradou tanto, imagino que se você gostar a leitura flui bem melhor.

      Excluir
  11. Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa pra conhecer pela sua resenha. Amo livros de ficção científica. E gostei de saber que tem dose mínima de romance, diferente da maioria hoje em dia.

    http://virandoamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um livro de ficção científica bem diferente!

      Excluir
  12. OIeee. Este não faz muito o meu estilo de leitura e ainda mais que vai ter continuação e por esta coisa de ser meio ficção científica, aí eu realmente prefiro ver em filme mesmo e já que vai sair, prefiro esperar. A capa não faz muito o meu gosto também mas daí depende muito do que tem na leitura do livro.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo como um problema ter continuação pois a história é complexa. Já o filme não imagino ele saindo tão cedo assim.

      Excluir
  13. Olá!
    Eu não conhecia o livro e fiquei super curiosa para conhecer essa sociedade.Parece ser um história bem construída e que prende o leitor do começo ao fim.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim! Parece que foi considerado tudo da sociedade para criar a própria.

      Excluir
  14. Oiee ^^
    Esse é um livro que eu estou doida para ler, mas confesso que não sabia que ele fazia parte de uma trilogia. Fiquei ainda mais animada para ler. Adoro histórias que seguem esse ritmo, sem muito romance para atrapalhar, e que fazem críticas construtivas. Já está na meta ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YAY, já tem o segundo livro por aí em caso de desespero >.<

      Excluir
  15. Não conhecia o livro, mas como adoro trilogias, fiquei bem curiosa para lê-lo. A história parece ser bem bacana e envolvente! ♥
    Adorei a resenha e o blog! Já estou te seguindo ♥
    Um super beijo <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Maais uma trilogia obaaaaaaa
    não conhecia esse livroo
    vou anotar aqui pra não esquecer haha
    adoreiii
    danisilva7.wix.com/ldsonhos

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Eu fiquei bem curiosa com esse livro. A capa me chamou muita atenção e algumas resenhas também. Sobre a sua, teve alguns aspectos que você citou, como o uso de muitos palavrões, que me incomodariam. Porém, eu acho que leria ele mesmo assim.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No início parecia que os palavrões eram jogados ao acaso, mas depois fica mais "decente"!

      Excluir
  18. Olá!
    Ainda não tinha visto esse livro, nem mesmo no skoob... parece ser bastante legal, mas não faz muito meu gênero, talvez por isso que ainda não o vi. Gosto mais daqueles romances que realmente tem romance, que te avassalam e te deixam numa ressaca de dois dias!!
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comecei a ouvir falar desse livro esses dias, vai que ele comece a te perseguir mais para frente :P

      Excluir
  19. Olá, eu já tinha visto muitas resenhas desse livro mas não tinha me interessado nele de fato ainda, agora a sua resenha me cativou a ir atrás dele o quanto antes e ver o que eu acho da história. Ótima resenha!

    Beijos

    www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  20. Olá... tudo bem??
    Hum já me interessei... a capa é bem chamativa... e eu fiquei bem cativada com o enredo proposto curto uma ficção científica e parece que esse tem a dosagem certa... mesmo com a melosidade que você citou em alguns momentos, a trama me atraiu e quando acontece o que me resta é adquirir o livro... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples porém bonita a capa né? É um livro de ficção científica bem diferenciado!

      Excluir
  21. Achei interessante o fato do livro não ter necessariamente um lado certo ou errado e de que de uma certa forma ele mostra um lado mais cruel da coisa. Isso é interessante, no entanto, confesso que não me atrai muito, ainda mais sabendo que os personagens não nos cativa e tal.

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um cruel justo, se isso faz sentido. Os dois que mencionem no final são os únicos que cativam.

      Excluir
  22. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e adoro distopias, mas dessa vez não me agradou tanto =/ Acho que estou ficando saturada do gênero haha
    Gostei bastante da sua resenha, mostrou bem como é o livro e os personagens - e nossa, se demora 200 páginas pra ficar interessante e os personagens não cativam, realmente não é pra mim.
    Beijos!
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só fico com sensação de saturada no gênero quando leio um meia boca :P

      Excluir
  23. Eu quero!!!!! Alguém me presenteia com esse livro para que eu não me sinta culpada depois com a quantidade que esta aguardando nas prateleiras para ser lida. O.O
    Fiquei muito curiosa mesmo o começo parecendo ser lento, eu quero conferir. Alias em que cor a profissão professora se encaixa?

    Beijos e até logo! ^^
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grita por aqui não, não tenho $$$ haha
      Imagino que sejam os brancos.

      Excluir
  24. Olá, pela sua resenha esse livro parece esta muito bom, com personagens cativantes e um enredo bem desenvolvido *-* Espero poder lê-lo em breve *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Personagens cativantes são pouco comparado ao tanto que somos apresentados, mas o enredo é muito bom!

      Excluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe