Livros | O Rei Cigano - Miya Hortenciano

22:52

Autora: Miya Hortenciano
Editora: Young Editorial
Páginas: 200
Avaliação: ★★★
Compre em: Young
Sinopse: "Glacialem. País relativamente rico, vizinho de Meridial, e última ponta do Triângulo Comercial do Oceano Gélido. Tudo ali era perfeito e, mesmo que alguns discordassem, até o clima: um inverno eterno, com neve durante o inverno e o outono, chuvas frias durante a primavera, e no verão, quando o gelo começava finalmente a derreter, o outono nevado chegava de novo. Poderia ser o lugar perfeito, porém perfeição não existe. Não para alguns. Vez ou outra, Albus, o General e irmão do Rei, caía de amores por alguma jovem camponesa. Mas seu temperamento não era do tipo compreensivo, e ele não aceitava não como resposta. Se a moça fosse submissa a suas vontades, saía com uma vida confortável e feliz. Caso contrário, saía sem a vida. Tal regra também se aplicava a qualquer um que cruzasse seu caminho. Ao menos, até ele conhecer a fúria de Eros e Sapphire. Assim, Albus descobrirá que derrubar os Reis de Glacialem não será tarefa fácil."

O Rei Cigano gira em torno de três personagens, Ginger (Sapphire) que é uma cigana, Eros um meio cigano meio sangue real e Albus que vem para acabar com a harmonia da história, em seus jogos de interesse.

Boatos fizeram com que Ginger fugisse de onde morava fato que fez seu caminho cruzar com o de Eros, que entre troca de favores e uma jornada em Glacialem vai nascendo um romance entre os dois, que ocorre de forma um tanto rápida, ele é nítido porém sem ser o foco da história, que são as coisas que eles vivem nessas terras. A história tem todo um clima de um episódio arthuriano, porém sem jovens donzelas em perigo que não consigam se defender, mas com jogos de interesses, ou seja: um episódio arthuriano da vida cigana.

A história é bem curtinha, então os elementos da sociedade e da vida de cigana da Sapphire ficam nas sutilezas e dicas nos diálogos, como um sábio uso de tempero aqui e ali e sua personalidade forte, que consegue ofuscar o que Eros tem de bom nele, a patroa do livro é ela.

Glacialem pode não ficar claro na sua mente em toda a sua glória e lindezas, pois suas descrições também ficam nas sutilezas. O livro é escrito de forma bem simples, com os diálogos tendo a mesma característica, fazendo você virar as páginas rapidamente e em pouco tempo já finaliza a obra, que tem um final que dão uns pontos de interrogação na cabeça, mesmo que ele fique bem claro.

O trabalho da edição está muito bom, sem erros de revisão, com uma capa muito bela, um mapa de Glacialem para nos guiarmos durante a jornada de Eros e Sapphire e marcas d'água a cada início de capítulo, estes que tem o nome em latim que dão um charme a mais.

Leia também

13 comentários

  1. Olá Giovana!
    Gostei da premissa. Gosto de livros que se passam com personagens de culturas diferentes.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DO ORGULHO NERD

    ResponderExcluir
  2. já ouvi falar muito bem desse livro, mas apesar disso não me sinto animada pra ler, pois a temática não me atrai... =T
    visualmente ele é bonito, mas a história não é minha vibe... mas achoo legal ele ter relação com os ciganos...

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro e a premissa não me chamou atenção.
    Apesar disso, achei interessante por ser um livro bem diferente do que estou acostumada a ler, então talvez eu leria pra conhecer outras temáticas.
    Bom saber que é pequeno e a leitura flui bem e dá pra acabar a leitura rapidamente!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu adoro uma boa fantasia e esse livro já me conquistou pela capa. Adorei a premissa e com certeza vou ler, ainda mais por ele ser mais fininho. Da pra ler no ônibus. :D Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  5. Olá!!

    Eu amo a capa desse livro!
    Apesar de não ser o estilo que eu curto, gosto de saber mais sobre ciganos, se tem um pouco da cultura deles na trama, irá me agradar!!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem bonita né? Ciganos dão plots maravilhosos!

      Excluir
  6. Oi, só li dois livros com ciganos e era um box da Arwen, esqueci o nome agora, mas me lembro que curti bastante, apesar da cultura não estar muito nítida nos dois. Esse que você leu a cultura parece estar mais nítida. Bem, não o leria por agora, mas achei interessante apesar das poucas páginas e de ter me passado que o autor teve pouco espaço para destrinchar tudo.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Ola Gi adoro ler algo com ciganos,a premissa do livro já tinha chamado minha atenção no lançamento do livro, bom saber que a leitura fluiu muito bem sendo leve. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe