Contos | Ode de Sangue - Nana Garces

15:27

Ode de Sangue - Nana Garces
Memórias Vampirescas
Páginas: 73
Editora: Essência Literária
Avaliação: ★★★★
Compre em: Amazon
Sinopse: Com quase quatrocentos anos, a Vampira Madalena busca a salvação de sua alma vivendo e trabalhando dentro de um monastério católico. Diferente do que parecia natural, essa vampira está acostumada com a religião e seus símbolos. Foi apenas quando se depara com alguém de fé verdadeira que Madalena sente a maldição de sua raça arder sob a pele.
Colocada em uma situação de vida ou morte, ela apenas tem um pedido, que ela possa contar sua vida para alguém, para que sua existência como humana e seu despertar para o dom da noite não desapareça com sua morte.
Narrado em primeira pessoa, Madalena fala um pouco de como era a Itália do séc. XVII, descreve suas dificuldades e suas paixões pela arte, leitura e música. Mesmo antiga, sua humanidade e amor pela raça humana apenas crescem, e é com esse pensamento que Madalena narra sua experiência enquanto mulher e religiosa.
Madalena é uma freira que trabalha 24/7 rezando para ter a salvação de sua alma, ela é fervorosa a esse ponto por se tratar de uma freira-vampira que desde antes de sua transformação em vampira era muito apegada a igreja em geral. A forma que encontrou para viver como noviça e saciar sua sede de sangue foi sendo uma justiceira: aqueles que fazem coisas erradas são sugados sem dó, como noviça ela também garante a reza do adeus aos enfermos e também consegue aproveitar seu sangue.

Em um encontro com um caçador de vampiros surge a necessidade de Madalena contar seu passado, mostrando o porquê de ela ser tão religiosa e ter um modo de sobrevivência mais justiceiro, relatos que tomam conta de boa parte das páginas desse conto e que em algumas partes se mostram muito interessantes no decorrer da história, enquanto outras partes chegam a ser cansativas (mas ainda bem que eram curtas).

Gostei bastante de se tratar de uma vampira que leva a vida de freira, que vai contra dois dos pontos mais utilizados na caracterização de vampiros: sensualidade e aversão a qualquer elemento religioso, e a forma que a Madalena foi desenvolvida - principalmente com a ajuda das memórias - foi de forma bem interessante.

Outro ponto positivo é as nojeiras da sociedade estarem presentes na vida da Madalena, pois é de se esperar que um vampiro tenha visto muita coisa e também deixa a obra mais próxima da realidade, no caso, o que pode ocorrer atrás dos muros de instituições religiosas,

Ode de Sangue é uma boa aposta para uma leitura de fantasia urbana, com seu quê de novidade mesmo sendo curtinha, que consegue deixar querendo saber um pouco mais da história de Madalena ou Giovanni.

Leia também

2 comentários

  1. Confesso que nunca tinha visto falar sobre o livro, achei bem interessante e cheio de mistérios rsrsr
    Amei a sua resenha!
    Beijinhos caramelizados..
    www.encontrodmeninas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe