Livros | Sonata em Punk Rock - Babi Dewet

15:12

Cidade da Música, livro #1
Autora: Babi Dewet
Editora: Gutenberg
Páginas: 302
Avaliação: ★★★★★
Compre em: Amazon
Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.
Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

Valentina que prefere ser chamada de Tim descobriu no seu teste da Academia Margareth Vilela que tem ouvido absoluto, teste em que ela foi aceita para estudar lá, porém a mensalidade de lá não conseguiria ser paga por ela e sua mãe nem que elas abrissem um comércio de vendas de rins, mas seu pai reaparece após anos, com uma carreira grandiosa nas costas, tocando violino e querendo "compensar" o tempo perdido, se tornando a chance de realizar o sonho de Tim.

A Academia respira riqueza da entrada até os dormitórios, o mesmo para a música, com um foco enorme na música clássica, o que não soa tão interessante para Tim, que é a personificação do punk rock, cabelo e roupas meio desleixadas e um coturno guerreiro. Lá o caminho dela é cruzado com o de Kim deste o primeiro dia, que se acha deus do lugar (como deus asiático até que vai), mas de perto parece ser alguém quebrado, talvez a personificação de alguém que de tanto afogar as mágoas, elas já devem ter aprendido a nadar.
Por que alguém escolheria uma banda de rock, se pode ter a Cidade da Música? ~aquelas
Nesse mundo da música clássica a Tim precisa de um patrão na área para não rodar em uma certa matéria, Kim é o ideal para ajudar nessa tarefa, e claramente ele precisa de um pouco de rock'n'roll em sua vida. Já fiquei louca pelo livro quando vi que o título dos capítulos eram nomes de músicas, e que músicas minha gente, várias (leia: quase todas) foram parar na minha playlist do celular.

A Tim é tão maravilhosa que nem sei dizer, com certeza está entre as melhores protagonistas que já li, a moça é empoderada (vontade de tatuar a cena do elevador), tem um gosto musical incrível, tem um guarda-roupa maravilhoso, não desiste de suas metas e tem um dom para fazer boas amizades. Kim um moço tão ferrado e tão fofo nos seus momentos "Träumerei", que só precisa abrir o coração para novos horizontes para ser um mocinho ideal. Sarah, Fernando e Pedro são o squad de "desajustados" da Academia que logo se tornam amigos da Tim, eles são um poço de sinceridade, amigos ideais e donos de referências para deixar o Capitão América orgulhoso.

Acho que sou suposta para falar que me apaixonei por todos os personagens, excluindo um certo meliante de sobrenome Gontcharov, pois aqueles que respiram música, cinema ou mesmo livros já moram no meu coração e no caso da música eu viro fangirl mesmo (E só sair catando surto meu no blog ou no Twitter sobre Mozart in the Jungle para confirmar). 

Adorei a escrita da Babi Dewet, eu devorei o livro em um dia e acho que não preciso numerar as razões, já estou querendo ler tudo da autora sim! O clima da Cidade da Música é bem gostosinho e o que mais gostei de lá foi as pequenas glórias diárias dos estudantes, seja pequenas apresentações, tocar o que quiser livremente, a banda favorita tocar na cidade ou o dia estar sem ventania (olá cabelo arrumado, tudo bem?).

Leia também

9 comentários

  1. Oi, Gio!
    Menina, amo/sou livros cujo título dos capítulos são músicas. Eu sempre descubro bandas bem legais.
    Achei a Tim bem diferente das personagens que estou acostumada e gostei muito dela.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário Balaio de Babados e Postando Trechos
    Participe da promoção 1 Ano de Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  2. Tenho bastante curiosidade para ler os livros da Babi Dewet, e ler sua resenha só me fez ficar com mais vontade ainda!
    :)

    ResponderExcluir
  3. Me sinto muito excluída porque nunca li nada da Babi e sempre vejo o pessoal falando bem da autora.
    Fiquei com vontade de ler *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nunca tinha lido nada dela, mas agora quero ler tudo *-*

      Excluir
  4. A Babi é maravilhosa! Impossível ler um livro dela e não estar querendo viver tudo aquilo! Conheci ela em 'Um Ano Inesquecível', e enquanto lia, parecia que era eu que estava vivendo um Outono inesquecível. Anna Júlia e João Paulo são apaixonantes!! Depois li 'Sábado á Noite', e não poderia ter sido melhor. Marotos, bailes na escola, música, Amanda e Daniel... <3 Babi Dewet é amor demais! Já queria 'Sonata em Punk Rock', depois dessa resenha então...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi por causa de elogios em Um Ano Inesquecível que embarquei cegamente nesse novo projeto dela, sendo que necessito ler esse e a trilogia SAN!

      Excluir
  5. Oi!! Nunca tinha ouvido falar desse livro e adorei a resenha.
    Sem dúvidas vou adicionar ele na minha lista.
    no-universo-dos-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe