Livros | Crave a Marca - Veronica Roth

22:21

Crave a Marca, livro #1
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 480
Avaliação: ★★
Compre em: Amazon
Sinopse: Num planeta em guerra, numa galáxia em que quase todos os seres estão conectados por uma energia misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.

Antes que pareça uma boa ideia malhar o Judas, considerando que dei duas estrelas ao livro: vou pontuar as coisas que me agradaram no livro totalmente sem spoilers primeiro e resenhar normalmente depois!
↣ Akos, que é um bolinho de protagonista!
↣ Oráculos e suas fortunas, que parece um tarô/búzios/leitura de mão gratuito;
↣ A noção do que é a "corrente" (que pode ser chamada de "a prima chata" da Força de Star Wars).

Akos mora no planeta-nação Thuvhe, que é um planeta bem gelado e relativamente pobre, ele é tímido e fica mais vezes vermelho de vergonha do que um sistema cardiovascular costuma aguentar, o moço está entre aqueles que tem fortunas - destinos meio turvos revelados pelos oráculos, que no caso da família dele, é de grande interesse para a nação inimiga (e quase clandestina) que divide o planeta.

É nesta nação em que o povo ama exibir as mortes que já fizeram que vive Cyra, irmã do líder tirano e com o poder concedido pela corrente ela é letal e temida, porém sofre demais com esse "presente", é nesta terra tirânica que o caminho dos protagonistas se cruzam, como a sinopse já sugere.

Quando a premissa é dar poderes para seus personagens e que estes relacionem com a personalidade deles, o resultado é geralmente bom (X-Men, Legados de Lorien, Jovens de Elite, A Rainha Vermelha e etc), mas em Crave a Marca o poder da protagonista me deu raiva, pois de nenhuma forma ele pode ser legal :c

O ritmo do livro é quase uma constante, só vem alguma ação se é para ter alguma morte envolvida, umas merecidas e outras que o personagem podia ter um papel importante futuramente. Teve momentos que a louca da comparação baixou em mim e eu cheguei a sentir que o escopo da relação de Akos & Cyra era bem semelhante ao da June & Day (Trilogia Legend) e que a Veronica Roth roubou a gaveta com ideias de nomes de personagens e de lugares da Leigh Bardugo, pois a estrutura dos nomes estava bem semelhante.

A história só capricha nas caracterizações de lugares quando se trata da paisagem de Thuvhe, ou seja: gelo para todo lado e umas florzinhas vermelhas, sobre as roupas eu ainda não faço ideia se o povo estava adequado para a temperatura, mas tudo isso, incluindo as naves espaciais, não me passou uma sensação completa de um space opera da vida.

Sobre os personagens, o Akos é um querido e a Veronica ficou devendo uns capítulos para mostrar mais dele, era necessário contar uns pedaços do que aconteceu no salto no tempo e ninguém me convence o contrário, já Cyra mesmo sendo uma personagem cheia de camadas, não me cativou tanto quanto podia. Para mim o romance não teve aquela tensão gostosa de um YA, mas vida que segue.

Muitos leitores podem encontrar pontos racistas na apresentação das nações (é só buscar tópico na gringa que a discussão está solta), a questão do poder da Cyra é problemática demais e eu aqui também fiquei analisando questões geográficas, que me deixaram com uma pulga atrás da orelha.

Quem chegou nesse livro com zero fé na Veronica Roth meus parabéns, pois a premissa eu achei maravilhosa, a história nada acima da média e tombei.

Leia também

11 comentários

  1. #VouLerSóPraFalarMal SIM E NINGUÉM VAI ME IMPEDIR

    ResponderExcluir
  2. Primeira opinião que leio sobre esse livro e adorei. Parabéns pela descrição!

    Beijos. | * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  3. Oi Giovana! Eu ainda não li, mas a premissa parece ser bem interessante mesmo. Que pena que o poder da protagonista te deu raiva rsrsrsrs mas acontece rsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gio!
    Mulher, realmente eu vi muita gente comentando sobre a questão do racismo no livro. Acho que é por isso que vou querer ler, porque por algumas resenhas eu não leria não.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ignorar que é space opera a leitura sera bem melhor!

      Excluir
  5. HEY!

    Passei o olho ligeirinho pela resenha, pra não saber nada sobre o livro, haha.
    Quero muito ler essa nova série da Veronica!


    Beijo,

    https://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se passou por cima não viu eu descendo a lenha u.u

      Excluir
  6. Oi, Gio!

    Por ser um outro livro da Veronica, eu fiquei extremamente feliz quando vi que sairia algo novo dela, por tudo aquilo de Divergente e tal, mesmo ela tendo me feito chorar no final. Mas admito que nãos ei se este livro fará muito meu tipo, mas tentarei lê-lo em breve!

    Beijão,
    NATÁLIA | Obcecada Pelos Livros

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe